XVI Enduro do Cachorro Louco – Um Olhar Feminino

Escutar os homens falarem sobre a prova é ótimo, da uma  vontade  louca de andar também, ver eles falando sobre as dificuldades sobre as subidas, as descidas, as medias, as pontes que precisam ser construídas , enfim sobre todo o trajeto. Após quase 6 meses de curiosidade sobre o tão falado XVI Enduro do Cachorro Louco, FINALMENTE andei na prova no dia 01/08.
No sábado fez um sol maravilhoso fiz o trajeto de apoio de carro com o Geraldão e Paina, e a cada ponto que encontrava o Cassius e o Mesquita eles so sabiam falar “Que tesão que tá andar!” E a minha vontade só aumentando. Tava tudo combinado para andar no domingo somente eu e o Cassius para marcar os Way Points da prova.
Domingão acordo as 7 da manhã muita neblina e frio, lá vamos nós sentindo Mandirituba, já na estrada chuva, mesmo debaixo de chuva vamos para trilha, não esperei 6 meses pra desistir por causa de qualquer chuvinha. Saímos do posto 47  primeiro neutro de abastecimento e fomos até o neutro principal e voltamos ao mesmo ponto. A trilha tava uma delicia apesar do frio de 7º e da chuva. Nem acreditava que estava finalmente fazendo a tão falada trilha do Enduro do Cachorro Louco, e os comentários de que “Tesão!”, “que delicia!” a cada trecho que andávamos se confirmavam.
Andei os 80km  da prova debaixo de chuva, e achei a trilha maravilhosa, passei por todas as subidas que causavam um certo receio para os meninos, e por sinal gostei de todas (ADORO subidas! Malditas descidas! hahaha, ou melhor pensando maldito estradão um dia ainda acho que posso gostar de estradão). Descidas,  por sinal não existem malditas descidas na prova, um pouco de estradão mas nada insuportável.
Chegamos  ao posto 47 novamente com frio e fome,  mas  eu estava tão feliz que não podia esconder a minha alegria de ter andando em pelo menos 80 km da prova.
No dia 07/08 saímos eu e o Cassius novamente dessa vez desde o começo da prova e com sol, para finalmente marcar os Way Points, e assim fomos so eu e o Cassius, por sinal percebi que o Cassius anda mais confiante em mim, ele ia pilotando e eu sempre que dava alcançava ele parado marcando os Way Points, só tive um pequeno problema em um trecho aonde vai ser construída uma ponte, minha moto prendeu haha e tive que esperar o Cassius voltar para tirar ela de lá.  Nada que uma ponte não resolva.
Encontramos já no começo da prova o Geraldão e o Mesquita tirando algumas raízes, seguimos ate o neutro principal, bem próximo do neutro encontramos Antony, Antonio, Paina, Leandro, Paraíba e Carlos. Eles seguiram e o Cassius continuou marcando os Way Points,  logo chegamos ao Neutro Principal, conversamos com os meninos um pouco e fomos embora, eles por um lado e nos seguimos por um estradão de chão (Bléh)  até Mandiritba, pois já estava quase escurecendo.
A prova realmente tá maravilhosa, acho que fui uma boa cobaia, já que sou roia demais, e se eu consegui  andar tranquilamente por quase toda a prova (digo quase que falta os 30 km finais)  a prova esta transponível para todos.

E que venha o XVI ENDURO DO CACHORRO LOUCO!!!

Segue algumas fotos do roteiro, como sou a fotografa nunca tem foto minha 😦

Um comentário sobre “XVI Enduro do Cachorro Louco – Um Olhar Feminino

  1. Oiii Alynne legal seu comentario, lembro de mim com toda essa emoção do começo de minhas trilhas.
    Parabéns não existe impossivel existe não desitir e tentar.
    Bjs Penelope, então vou conhecer a prova do cachorro louco.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s